Quarta, 28 de Outubro de 2020
86994186882
Notícias Estado tinha 119

Prefeitura de Porto diz que idoso morreu por falta de UTI Covid

Idoso morreu em um anexo do Hospital Estadual Roosevelt Bastos enquanto aguardava transferência

10/07/2020 09h51 Atualizada há 4 meses
Por: Redação
Murillo Sotero, secretário de Saúde de Porto Foto: Arquivo Pessoal
Murillo Sotero, secretário de Saúde de Porto Foto: Arquivo Pessoal

Um debate envolvendo a Prefeitura Municipal de Porto e moradores do município tomou as redes sociais na noite desta quinta-feira (09).

É que o Boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) trouxe a informação de um idoso de 65 anos morreu vítima de Covid-19 no Hospital Municipal Roosevelt Bastos.

A questão foi que, segundo a Prefeitura de Porto, a vítima estava aguardando um leito de UTI para ser transferida, mas o pedido do hospital não teria sido atendido pela Central de Regulação, devido a falta de leitos de UTI na rede estadual de Saúde.

"Trata-se de um idoso, 65 anos, residente no Bairro Alto Bonito e que estava internado no anexo do Hospital Municipal Roosevelt Bastos, para pacientes com Covid-19 , onde este estava aguardando um leito de UTI, mas não havia conseguido, devido todos os leitos do Piauí estarem ocupados", diz trecho da nota divulgada no Facebook.

Contudo, de acordo com o Boletim da Sesapi, o Estado do Piauí jamais teve 100% de ocupação das UTIs.

Dados divulgados ontem (09) sobre os leitos de UTI no Estado Foto: Divulgação

 

Os dados de ontem, apontam que na capital os leitos de UTI somam 309, destes 244 estão ocupados. No interior, são 130 leitos de UTI, sendo que apenas 76 estão ocupados.

Ou seja, e, Teresina, 65 leitos de UTI estavam vagos e no interior 54 leitos, totalizando 119 leitos de UTI desocupados no dia de ontem.

Através de uma live no Facebook, o jornalista Francisco Barbosa expôs a situação explicando os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde. Nos comentários, o secretário de Saúde de Porto, Murillo Sotero, reafirmou que o paciente não foi transferido por falta de leitos de UTI.

"Procure informação... transferimos pacientes através da regulação de leitos do estado e até o momento não havia leitos disponíveis, mas qqr coisa procure a central de regulação de leitos do estado!", disse o secretário.

"Segundo regulação de leitos do estado não havia vaga e só podemos transferir um paciente com liberação da central de regulação de leitos do estado e com a vaga garantida e destino já confirmado!", completou.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.