Terça, 20 de Outubro de 2020
86994186882
Política Coronavírus

Investigado, Ibaneis Rocha destina EPIs do Distrito Federal para o Piauí

Cidade de Corrente fica a 860 km de Brasília. Secretaria de Saúde enviou luvas e máscaras de proteção.

08/08/2020 07h53 Atualizada há 2 meses
Por: Francisco Lima Fonte: G1
Foto: G1
Foto: G1

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal autorizou a doação de 22,5 mil equipamentos de proteção individual (EPIs) ao município de Corrente (PI). A cidade fica a cerca de 860 quilômetros de Brasília e é onde o governador Ibaneis Rocha (MDB) passou a infância.

O pedido do material usado no combate ao novo coronavírus foi feito pelo prefeito Murilo Mascarenhas, de Corrente. Além de luvas e máscaras, foi autorizada a entrega de 240 litros de álcool líquido 70%.

O G1 entrou em contato com a prefeitura do município piauiense e aguardava um posicionamento até a publicação desta reportagem. À TV Globo, Ibaneis disse não ter conhecimento sobre as doações.

Documentos da Secretaria de Saúde mostram a quantidade de material doado e apontam que a pasta fez algumas ressalvas na entrega dos seguintes itens:

- 5 mil luvas tamanho P;

- 5 mil luvas tamanho M;

- 12.560 máscaras de proteção equivalente a N95.

Os documentos mostram também que a secretaria autorizou, por meio da Gerência de Programação de Medicamentos e Insumos, a doação de 50 unidades de álcool em gel 70%, em galões de cinco litros por conta da alta disponibilidade de estoque.

Desde o início da pandemia, servidores da Saúde denunciam a falta de EPIs adequados para o enfrentamento ao novo coronavírus em hospitais do DF. De acordo com o último boletim da pasta, o DF registra 115.966 infectados, e 1.605 óbitos por Covid-19.

Em Corrente, o número de casos confirmados de Covid-19 é de 94. O município teve duas mortes, desde início da pandemia.

À TV Globo, o governador Ibaneis Rocha afirmou não ter informações sobre a falta de material na rede hospitalar do DF. O governador também disse que tentou ajudar a prefeitura de Corrente (PI) e outros municípios porque, em caso de proliferação da doença, a "opção mais próxima" dos pacientes seria Brasília.

A Secretaria de Saúde do DF informou que "na situação de pandemia em que vive o país, é normal que doações como estas aconteçam entre entes públicos, visando sempre o interessa da população". Entre os itens autorizados, a pasta não confirma a doação do álcool em gel.

No dia 2 de julho, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-DF) determinou que a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) e o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (Iges-DF) fornecessem EPIs a profissionais de saúde da rede pública.

A medida, também exigia transparência na divulgação da quantidade de equipamentos em estoque nos hospitais públicos. A decisão liminar ocorreu após denúncias de servidores da saúde quanto a falta de equipamentos de proteção individual adequados para o enfrentamento ao novo coronavírus.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.