Terça, 20 de Outubro de 2020
86994186882
Política Piauí

Governo Wellington Dias distribui contracheques para ex-deputados em troca de apoio

Disputa política no interior começa animada com oferta de cargos que pagam pelo menos R$ 6 mil por mês

11/08/2020 15h41
Por: Francisco Lima
Ex-prefeito Odival Andrade, cargo no governo para somar com oposição (Reprodução)
Ex-prefeito Odival Andrade, cargo no governo para somar com oposição (Reprodução)

Com a saída do senador Ciro Nogueira (Progressistas) do esquema governista, o governador Wellington Dias (PT) começa a fazer mudanças na configuração política dos municípios.

A máquina entra em campo para convencer algumas lideranças políticas a assumirem posições em favor do governo com a oferta de generosas gratificações e comissões, a exemplo do que ocorreu em Campo Maior, 82 km de Teresina.

Na sexta-feira (07) o portal Política Dinâmica noticiou em primeira mão que dois ex-parlamentares haviam sido nomeados para cargos em comissão no governo com objetivo de garantir apoio a candidatos do governador e do PT em seus municípios.

O ex-deputado Antonio Félix aceitou a proposta e deverá apoiar a candidatura reeleitoral do professor Ribinha, companheiro de partido do governador. O negócio é tão bom que ele vai ficar contra a campanha do próprio irmão, ex-prefeito João Félix, candidato da oposição.

Em Piripiri, 176 km da capital, o ex-prefeito e ex-deputado Odival Andrade já era governista e agora ganha nomeação no estado. O objetivo é garantir o apoio do ex-prefeito à candidatura de Jôve Oliveira (PTB), que conta com total apoio do governador.

O assessor técnico III, símbolo DAS-4, comissionado exclusivo, nomeação atribuída aos ex-deputados, ganha mensalmente a quantia de R$ 6,066 mil, de acordo com informações da Sead/Prev-PI (Secretaria de Administração e Previdência do Estado do Piauí).

Jôve, inclusive, será convocada para a Assembleia Legislativa na condição de décima suplente para que possa, assim, ganhar musculatura na disputa contra o prefeito atual, Luiz Menezes, eleito pelo MDB em 2016.

O empresário Leonardo Bezerra de Melo, que já havia se colocado como pré-candidato à prefeitura de Piripiri, desistiu para apoiar a candidatura de Jôve Oliveira.

Ele disse à nossa reportagem que toda a oposição firmou entendimento para apresentar candidato único. Falou que vai se preparar para 2022. O objetivo do governo é derrotar Luiz Menezes e colocar Jove na prefeitura.

O governador também nomeou ex-assessores do gabinete do deputado Assis Carvalho, falecido em julho deste ano. Foram nomeados Francisco Espedito Sousa Ferreira, Agnaldo Sousa e Camila Barreira de Mesquita. (Toni Rodrigues)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.