Terça, 20 de Outubro de 2020
86994186882
Política Ainda este ano

Governo do Piauí quer gastar R$ 11 milhões do Fundef com diárias

Nem equipe suficiente para conduzir tanta licitação existe na Secretaria de Educação. Isso se realmente forem contratar tudo através de licitação.

21/08/2020 14h11 Atualizada há 2 meses
Por: Francisco Lima
Governador Wellington Dias e o secretário de Fazenda Rafael Fonteles Foto: Divulgação
Governador Wellington Dias e o secretário de Fazenda Rafael Fonteles Foto: Divulgação

O Governo do Piauí está tentando impor uma agenda positiva na mídia, mostrando que está realizando diversas obras com os recursos do Fundef. Nas visitas, o governador Wellington Dias leva o seu pré-candidato ao governo em 2022, Rafael Fonteles (Secretário de Fazenda).

Porém, nos bastidores, o governo tem agido na base do improviso com relação à aplicação dos recursos do Fundef. Não houve planejamento adequado e, apesar do governo prometer usar mais de R$ 600 milhões em reformas de escolas, não se sabe quais escolas serão priorizadas tais obras.

Nem equipe suficiente para conduzir tanta licitação existe na Secretaria de Educação. Isso se realmente forem contratar tudo através de licitação.

Para tentar fazer um levantamento da situação das escolas, somente esta semana a Secretaria Estadual de Educação enviou técnicos para dezenas de municípios para que seja feito orçamentos das reformas. Além, disso políticos da base do governo também já estão apresentando diversos requerimentos solicitando construção ou cobertura de quadras de esportes nas escolas e outras obras.

O próprio Plano de Aplicação do Fundef demonstra na verdade a pressa do governador Wellington Dias em gastar todo o dinheiro do precatório (R$ 1,6 bilhão) antes de deixar o mandato em janeiro de 2023, mais precisamente antes da eleição em 2022.

Os gastos previstos e que constam no plano de aplicação do Fundef para este ano, por exemplo, contém um planejamento de que o governo piauiense deverá usar R$ 11.100.000,00 apenas com diárias de pessoal. É algo impossível, já que teremos apenas 130 dias até o final do ano.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.