Quarta, 21 de Outubro de 2020
86994186882
Política Guadalupe

Secretaria do Agronegócio licitará obra de asfaltamento

Existem previsões também para que ações de igual natureza sejam realizadas em outros municípios, a exemplo de União.

26/08/2020 12h44 Atualizada há 2 meses
Por: Francisco Lima
A secretária Juliana Carvalho Lima, do Agronegócio e Empreendedorismo (Foto/Reprodução)
A secretária Juliana Carvalho Lima, do Agronegócio e Empreendedorismo (Foto/Reprodução)

O questionamento apresentado por qualquer indivíduo que venha a conhecer o Piauí na atualidade é se voltamos ao tempo das capitanias hereditárias. O governo foi repartido literalmente entre deputados da base e lideranças políticas do interior.

Um indício irrefutável desta realidade é o controle exercido nas secretarias e coordenadorias do Executivo, em número de 69, cada uma delas controlada por um deputado estadual ou federal. Esse modelo tem gerado situações inusitadas, a exemplo do que acontece atualmente na Secretaria de Agronegócio e Empreendedorismo Rural.

O órgão é controlado pelo deputado federal Júlio César de Carvalho Lima, cacique do PSD no Piauí, e seu filho Georgiano Neto, que é deputado estadual. A repartição tem como titular Juliana Santos e Freitas de Carvalho Lima, que também é filha do chefão do PSD no Piauí.

OBRAS DE ASFALTAMENTO E CALÇAMENTO
No próximo dia 21 de setembro, a partir das 9h, a Secretaria vai realizar licitação visando contratar empresa para fazer pavimentação asfáltica em vias públicas de Guadalupe, município que é controlado politicamente pelo pai da secretária há mais de quatro décadas.

Serão desembolsados pelo contribuinte nada menos que cerca de R$ 4,922 milhões. A Secretaria também pretende realizar obras de calçamento e melhorias de estradas rurais no município de União, 53 km de Teresina.

Júlio César Lima, deputado federal, e seu filho Georgiano, deputado estadual: controle absoluto sobre Secretaria Foto: Divulgação

 

O QUE AGRONEGÓCIO TEM A VER COM ASFALTAMENTO URBANO?
Há muitos fatos a se considerar no tocante ao assunto. O primeiro deles é que a Secretaria de Agronegócio e Empreendedorismo Rural não tem nada a ver com asfaltamento. O seu objetivo é implementar ações que venham desenvolver o agronegócio piauiense tanto em nível nacional quanto internacional.

Deve também apresentar e desenvolver projetos de apoio à agropecuária, agroindústria e fruticultura, com respectiva eficiência produtiva. Tem por meta, ainda, garantir a integração dos pequenos e médios produtores da região conhecida como Matopiba, entre os estados do Piauí, Maranhão, Tocantins e Bahia.

PERÍODO ANTECEDE ELEIÇÕES MUNICIPAIS
O outro questionamento apresentado é quanto ao período de execução da obra. O governo diz que o estado está financeiramente equilibrado. Portanto, tal obra poderia muito bem ter sido realizada antes. Ou seja, fora do período que compreende as eleições municipais.

Há um terceiro ponto que deveria preocupar as autoridades do Ministério Público. Recentemente o Piauí fez jus ao recebimento de R$ 1,6 bilhão. O governador quer aplicar 30% deste montante em ações de combate ao coronavírus. Dinheiro que pode ser gastos sem licitação. Num período que antecede eleições, em se considerando o histórico do atual governador, isso é realmente impactante. (Toni Rodrigues)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.