Quarta, 21 de Outubro de 2020
86994186882
Política Eleições 2020

Robert Rios nega apoio de W. Dias à candidatura de Dr. Pessoa

Em mensagem, pede para que jornalista aponte qual apoio chapa estaria recebendo do governador petista.

09/09/2020 07h28 Atualizada há 1 mês
Por: Carol Rodrigues
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O deputado Robert Rios Magalhães, do PSB, possível candidato a vice na chapa encabeçada pelo médico e ex-deputado José Pessoa Leal, do MDB, reagiu indignado ao comentário do Podcast Toni Rodrigues Além da Notícia, no qual associa a imagem do emedebista ao governador Wellington Dias (PT). No entender de Rios, essa associação depõe contra a pré-candidatura de Pessoa.

"Amigo, me diga qual o apoio que recebemos de Wellington? Vamos jogar limpo", disse numa mensagem de WhatsApp às 20h17min desta terça-feira (08). O pré-candidato a vice não aceita de maneira nenhuma que se faça qualquer comentário nesse sentido por considerar inverídica a afirmação de que Pessoa recebe apoio de Wellington.

REPETINDO DURANTE TODA A CAMPANHA
A notícia é uma espécie de sina. Robert Rios e Dr. Pessoa temem ficar a campanha inteira tendo que negar o apoio de Wellington Dias. O médico e pré-candidato a prefeito se reuniu com o governador em data de 18 de agosto do ano em curso em Karnak. Na oportunidade, ficou acertado que Pessoa receberia apoio do governador num eventual segundo turno da disputa para prefeitura de Teresina.

A matéria assinada pelo jornalista Elivaldo Barbosa no portal Cidade Verde é bem clara e diz o seguinte: "Wellington Dias e Dr. Pessoa acertam acordo para eventual segundo turno." A foto de Jorge Bastos ilustra a matéria que tem ainda os seguintes dizeres: "O encontro do pré-candidato do MDB a prefeito da capital foi articulado pelo senador Marcelo Castro, deputado Themístocles Filho e vereador Jeová Alencar."

IMAGEM VALE MAIS DO QUE PALAVRAS
A matéria é ilustrada por uma foto assinada por Jorge Bastos na qual Dr. Pessoa se inclina em direção a Wellington mostrando a edição de um jornal. Uma imagem vale mais do que mil palavras.

O redator enfatiza: "Na mesma mesa, o governador Wellington Dias e o pré-candidato Dr. Pessoa (MDB) analisaram a sucessão do prefeito Firmino Filho e anteciparam acordo para um eventual segundo turno." E conclui: "MDB e PT estarão no mesmo palanque."

O presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho, observa que o tempo de campanha do primeiro para o segundo turno é de apenas 14 dias. "Muito curto. Por isso a importância de um entendimento agora", disse ele, segundo a matéria do portal Cidade Verde.

SERIA UMA NOTA "PLANTADA"
Mesmo assim Robert Rios afirma que se trata de uma nota plantada. "É uma nota plantada por canalhas da prefeitura." Ressalta que Dr. Pessoa estaria, segundo pesquisa, disparado na liderança e que está disputando a prefeitura não contra o pré-candidato apoiado pelo prefeito, professor Kleber Montezuma, e sim contra Fábio Abreu (PL), que seria o segundo colocado. Neste caso, não seria uma disputa e sim um acordo, já que, segundo noticiário local, Abreu também receberia apoio de Wellington Dias.

Um apoio que, a propósito, é negado pela maioria. Exceto Fábio Novo, deputado e pré-candidato do PT, partido de Wellington Dias, que é obrigado a assumir toda a carga negativa da administração petista. Mas mesmo assim é rejeitado por parte considerável da sigla e enfrenta dificuldades para seguir adiante com a campanha. (Toni Rodrigues)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.