Sábado, 17 de Abril de 2021
86994186882
Política Assista ao vídeo

Dr. Pessoa é vaiado e chamado de "mentiroso" por profissionais da Saúde: "Prefeitura não deve um centavo"

Profissionais da Saúde se reuniram na frente do Palácio da Cidade. Prefeito foi humilhado enquanto discursava na porta da Prefeitura

02/03/2021 12h25
Por: Rodrigo Alencar
Profissionais da Saúde se reuniram na frente do Palácio da Cidade Foto: Divulgação
Profissionais da Saúde se reuniram na frente do Palácio da Cidade Foto: Divulgação

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), foi vaiado e chamado de mentiroso, na manhã desta terça-feira (02), na frente do Palácio da Cidade, sede da Prefeitura Municipal de Teresina.

Os enfermeiros e trabalhadores da saúde, protestam contra corte de salários e atrasos em alguns deles. Durante a manifestação, a categoria decidiu paralisar as atividades durante três dias. 

Um vídeo divulgado amplamente nas redes sociais, mostra o momento em que o prefeito discursava e diz que a Prefeitura de Teresina não deve nenhum centavo aos profissionais da saúde. 

Leia mais: Sem salários, profissionais da Saúde de Teresina vão parar 100% nesta terça-feira

"Estou passando aqui para a frente, pelo meio dos meus colegas. Nenhum centavo a Prefeitura de Teresina deve os trabalhadores da saúde. O Governo Federal não cumprir é uma coisa, o Governo Estadual não cumprir é outra coisa, mas nós estamos seguindo a CLT", disse.

No mesmo instante, os profissionais iniciaram um coro: "Mentira! Mentira! Mentira!", assista no vídeo abaixo: 

Em nota, a Fundação Municipal de Saúde (FMS), informou que a Prefeitura de Teresina não realizou nenhum corte e que o Governo Federal deixou de repassar recursos que custeava as despesas com a Covid-19, algo em torno de R$ 13 milhões ao mês. Esse valor era acrescido ao contracheque dos trabalhadores. 

Leia abaixo a íntegra da nota:

Por meio de nota, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina informou que não houve corte nos salários dos profissionais de saúde, eles continuam recebendo a insalubridade de 20% imposta em lei. O Governo Federal retirou os extras que eram recebidos em 2020 através de financiamento do Ministério da Saúde. O repasse financeiro do Ministério da Saúde girava em torno de R$ 13 milhões por mês e custeava despesas Covid em geral (incluindo os acréscimos salariais). O montante  foi cortado em dezembro de 2020. 

A Prefeitura de Teresina manteve ainda em janeiro de 2021,com recursos próprios, os pagamentos integrais. A FMS informa ainda que existe uma mobilização nacional das Prefeituras para tentar ver o custeio dessa despesa Covid junto ao Ministério da Saúde, mas os municípios ainda não obtiveram sucesso. 

O Ministério da Saúde cortou o custeio de despesas Covid como um todo, não só referente aos pagamentos extras para profissionais de saúde. Houve corte também quanto aos pagamentos de custos com insumos e outras despesas. A FMS custeia, no momento, com recursos próprios todas as despesas Covid na capital. 

Quanto ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), a FMS informa que o mesmo foi extinto ainda em agosto de 2020. Houve a criação do programa Previne Brasil, o qual a Prefeitura de Teresina ainda não aderiu, porque parte do programa é custeado pelo Ministério da Saúde e outra parte pelo município, e isso ainda não está na previsão orçamentária de Teresina.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 12h23 - Fonte: Climatempo
32°
Nuvens esparsas

Mín. 23° Máx. 32°

36° Sensação
7 km/h Vento
59% Umidade do ar
67% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (18/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Segunda (19/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio